Atualmente treinador do CSA, o ex-defesa do Benfica e do FC Porto Argel está a realizar uma campanha com a equipa de Alagoas bastante elogiada pela imprensa brasileira. A sua mais recente vítima foi o poderoso Corinthinas.

O CSA tem como objetivo continuar no principal escalão do futebol brasileiro. Para isso, contratou Argel após a derrota por 0-2 diante do Flamengo, na primeira volta. Na ocasião, os alagoanos somavam, em 9 jogos, apenas 6 pontos, com uma vitória e três empates, além das cinco derrotas. Números que afastaram de vez Marcelo Cabo, com a direção do CSA a contratar Argel, desempregado desde a sua demissão do Coritiba.

No entanto, um nome que não alegrou a fanática “torcida” do emblema de Alagoas, já que Argel é conhecido por montar equipas defensivas, como tinha mostrado, além do Coritiba, no Internacional, Figueirense ou Vitória, por exemplo.

No entanto, pouco a pouco, o ex-defesa do FC Porto e Benfica foi montando a sua equipa, incutindo a mentalidade guerreira que o caracterizou e hoje o CSA é uma das equipas que tem levantado problemas para as equipas mais fortes do futebol brasileiro, como ficou comprovado no domingo no jogo contra o líder Flamengo no Maracanã (derrota por 0-1 mas com boas hipóteses de igualar o encontro, com o guarda-redes do Fla, Diego Alves, a ser um dos nomes da partida, com pelo menos três incríveis defesas) e ontem, quarta-feira, contra o Corinthians, com uma vitória por 2-1.

Curiosamente, o primeiro jogo de Argel no Brasileirão deste ano foi precisamente contra o Corinthians, que, em São Paulo, venceu por 1-0.

Os números de Argel no CSA
Os números de Argel no CSA

Antes apontado como uma das equipas que voltaria à Série B pelos críticos e imprensa especializada, hoje o CSA está a apenas um ponto da salvação, apenas com um ponto a menos do que o Fluminense, histórico do Brasil que também luta pela manutenção e que ontem somou mais uma derrota.

Os próximos jogos do CSA no Brasileirão, todos finais para a equipa de Alagoas, são dramáticos e podem decidir o seu futuro na prova, já que, dos cinco, dois são contra equipas que lutam pela manutenção (além do Fluminense, o Fortaleza). Mas poderá ser contra três, dependendo do que o Vasco da Gama alcançar nas duas próximas jornadas.

  • Athletico-PR-CSA
  • Grémio-CSA
  • CSA-Vasco da Gama
  • Fortaleza-CSA
  • CSA-Fluminense

Ou seja, jogos para Argel mostrar o que o seu trabalho vale. Apesar do CSA ter subido de 11,11% para 25% a percentagem de vitórias, a verdade é que esses dados nada significarão se o clube de Alagoas não conseguir o que mais ambiciona, continuar entre a elite do futebol Brasileiro. Algo que poucos acreditavam até a 9.ª jornada. Algo que muitos acreditam ser possível desde a chegada de Argel…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here