Benfica e FC Porto jogam este sábado o primeiro clássico do campeonato, depois do primeiro derby ter acontecido na Supertaça Cândido Oliveira, com o impiedoso triunfo dos encarnados sobre o Sporting por 5-0. O triunfo encarnado acontecerá por estas cinco razões.

  • A invencibilidade de Bruno Lage na I Liga

Desde a sua estreia na I Liga, contra o Rio Ave, Bruno Lage não perdeu um único jogo para o campeonato. No total, são 21 jogos, com 20 vitórias e um empate, sendo que dois desses triunfos aconteceram já na presente temporada. Estes números são um incentivo para o treinador, mas também para os seus comandados, que pretendem continuar no sábado com o feito do técnico

  • A excelente pré e início de temporada  

Entre a pré-temporada e início de temporada, o Benfica já ganhou dois troféus para o seu museu. O primeiro foi a International Champions Cup, considerada a Liga dos Campeões da pré-época. No total, três jogos, três vitórias: Chivas (3-0), Fiorentina (2-1) e Milan (1-0); o segundo foi a Supertaça Cândido Oliveira, com a goleada sobre o rival da Segunda Circula, o Sporting (5-0). Desde que regressou ao trabalho, em oito jogos, sendo três oficiais, o Benfica soma sete vitória se uma derrota. Aliás, o clube da Luz apresenta presentemente uma invencibilidade de sete jogos.

LEIA TAMBÉM
O FC Porto vai ganhar ao Benfica por estas cinco razões

  • O bom momento de Rafa e Pizzi

Neste início de temporada, há dois nomes a reter: Rafa e Pizzi. A dupla está imparável no arranque de época dos campeões nacionais. Em três jogos oficiais, o primeiro já soma um golo e uma assistência, enquanto o segundo apresenta três golos e duas assistências. «Já há muito tempo que conheço o Pizzi, já jogamos juntos há alguns anos e sempre houve entrosamento. Mas antes de Pizzi e Rafa há uma equipa inteira por trás», afirmou Rafa. Contra o FC Porto, no sábado, muito do jogo ofensivo do clube da Luz passará por aqui.

https://www.facebook.com/watch/?ref=external&v=2486253171417443
  • A veia goleadora do Benfica
    São três jogos oficiais e 12 golos marcados. Se juntarmos todos os jogos desde que regressou ao trabalho, teremos 27 tentos em oito jogos, uma impressionante média de 3,3 golos por partida. Em encontros “a valer”, a média é ainda maior, concretamente de 4 por jogo. Por isso, é natural que a confiança esteja alta no clube da Luz, ainda mais com a defesa dos encarnados a não ser batida ainda na presente temporada (na pré-época, foi por três vezes buscar a bola no fundo das redes).
  • Objetivo de igualar um registo que já tem 47 anos
    A última vez que o Benfica conseguiu derrotar o FC Porto por três vezes consecutivas aconteceu no longínquo ano de 1972: 3-1 no Estádio das Antas (setembro de 1971), 1-0 no Estádio da Luz (janeiro de 1972) e 3-2 novamente no Estádio da Luz (novembro de 1972).
    Após os dois triunfos na temporada passada (1-0 e o decisivo 2-1 no Dragão, com golos de Rafa e João Félix, um triunfo que ditou praticamente a reconquista), João Lage e os seus comandados procuram alcançar um registo que está muito próximo de completar meio século, um registo que está ao alcance do clube da Luz, que, no seu estádio, apresenta quase o triplo de vitórias do FC Porto.

Na Betclic, o triunfo do Benfica apresenta a odd de 1,98 euros. Ou seja, se apostarmos 10 euros, recebemos de lucro 9,8 euros.

Crédito da imagem: Ververidis Vasilis/Shutterstock

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here