Ao contrário do que muitos poderiam acreditar, o Brasil, país organizador da Copa América, não assume o primeiro lugar do jogo com o maior público do evento. A honra vai para o Chile-Uruguai.

É verdade que o Brasil tem os seus três encontros da fase de grupos no Top 5 das assistências da Copa América. No entanto, o jogo com mais público foi o Chile-Uruguai, que os uruguaios venceram por 1-0, terminando assim na primeira posição do Grupo C.

pub

No Maracanã, Suarez, Cavani, autor do único golo da partida, e companhia levaram 49275 espectadores para o mítico estádio, uma assistência que não deixou de surpreender tudo e todos, já que os jogos da Copa América, muito devido ao elevado preço dos bilhetes, não tem levado muitas pessoas aos estádios.

Nas posições seguintes do Top 5 das assistências surgem os encontros do Brasil. No jogo inaugural, no Estádio do Morumbi, em São Paulo, 46343 espetadores presenciaram a estreia da seleção canarinha contra a Bolívia (3-0).

Depois temos as partidas Peru-Brasil (0-5, encontro que carimbou a passagem dos brasileiros para os quartos-de-final), com 42317 espetadores (Arena Corinthians, em São Paulo), e Brasil-Venezuela (0-0 no Fonte Nova, em Salvador), com 39622 espetadores.

Equador-Japão com a pior assistência da Copa América

No último lugar do Top 5 temos o Qatar-Argentina (0-2, na Arena do Grémio, em Porto Alegre), com 39100 espetadores, um bom número muito devido a proximidade dos dois países, já que o Estado do Rio Grande do Sul faz fronteira com a Argentina.

Já o encontro com o pior número de público pagante foi o Equador-Japão, também realizado na última segunda-feira, que determinou a eliminação das duas seleções da prova após o empate a um verificado na partida.

As melhores e as piores assistências da Copa América
As melhores e as piores assistências da Copa América
pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here