Brasil e Peru decidem no domingo a Copa América. A seleção andina sonha com o seu terceiro triunfo na prova, algo que não acontece desde 1975, em pleno Estádio do Maracanã. O seu treinador, o argentino Ricardo Gareca, sabe como “calar” o Brasil…

Em 1983, a Argentina apresentava um jejum de 13 anos sem vencer o Brasil. Por isso, o clima do jogo entre argentinos e brasileiros no Estádio Monumental do River Plate, esgotado com 70 mil personas, era único a 24 de agosto.

pub

O jejum de vitórias já custava na alma da seleção albiceleste, com os hinchas a exigirem a vitória.

E foi precisamente Ricardo Gareca quem terminou com este infeliz jejum para a história do futebol argentino, em plena Copa América, que, na altura, não tinha data fixa e a eliminatória foi realizada em jogo de ida e volta.

A Argentina, orientada por Carlos Salvador Bilardo, venceu com um golo de Tigre e, no Brasil, empatou a zero. No entanto, foi o Brasil a passar para a meia-final no Grupo B, com os brasileiros a perderem o título da competição para o Uruguai (0-2 e 1-1).

Mas a verdade é que o golo de Gareca acabou por ser um dos factos da torneio, já que finalmente colocou um ponto final no jejum do seu país.

Conseguirá Gareca um novo facto na sua vida e na história do Peru, que vive uma década de ouro no futebol?

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here