O ex-responsável geral dos Cleveland Cavaliers, David Griffin, considerou a sua relação com LeBron James «de miserável». Ambos trabalharam juntos por três temporadas, conquistando um anel da NBA.

Griffin, hoje vice-presidente executivo dos Pelicans, revelou à Sports Illustred alguns dos segredos da sua relação com a estrela LeBron James, uma relação que não foi nada pacífica, pelo contrário.

Ambos trabalharam juntos durante três temporadas, após o regresso do jogador ao seu emblema de sempre, depois de quatro anos nos Heat. O projeto do seu regresso tinha apenas um objetivo: a conquista do anel da NBA, algo que aconteceu em 2016.

O dirigente afirmou que a construção da equipa ao redor de James foi algo bastante stressante:

«Tudo o que fizemos foi tão inorgânico, insustentável e, francamente, nada divertido. Foi miserável. No momento em que ganhámos o campeonato, sabia que iria embora. Não havia forma de ficar por nenhuma quantidade de dinheiro.»

O dirigente revelou ainda que chorou com o título, dizendo que estava tão obcecado com esse objetivo que «já não amava o jogo», pois tudo o que construía estava centrado no triunfo de uma só pessoa.

Griffin questionou ainda o profissionalismo de James nos Lakers, que não é a mesma que apresentou nos Cavaliers, quando o seu desejo era ganhar a todo o custo o anel da NBA com a equipa da sua cidade.

«Não havia mais nada para ele. Não acredito que seja o mesmo profissional, quando apenas desejava ganhar e ganhar (…) James recebe todo o crédito e nunca é culpado de nada. E isso não é divertido para o resto das pessoas. Os profissionais que se respeitam não gostam de fazer parte desse mundo.»

Griffin espera alcançar bons resultados com os Pelicans

De recordar que, quando Griffin deixou os Cavaliers, em junho de 2017, James pediu a sua continuidade, mas o atual dirigente dos Pelicans recusou por completo continuar no cargo.

Sobre a sua nova franquia, o dirigente refere que é um projeto totalmente diferente, principalmente pela sintonia que tem com a dona da equipa, Gayle Benson. Além do primeiro nome do draft, Zion Williamson, Griffin já garantiu alguns jovens talentos, como Lonzo Ball, Brandon Ingram e Josh Hart.

«Nosso objetivo é construir uma grande equipa ao redor de Williamson, mas que todos sejam importantes na hora de alcançar o maior número de partidas possível e, no final, lutar como um grupo por um título

Griffin revelou ainda que voltou a ter, com os Pelicans, paixão pelo basquetebol…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here