O tema da arbitragem marcou a Copa América, principalmente por parte da Argentina. O selecionador do Brasil, Tite, aproveitou a conferência de imprensa pós-jogo com o Peru para pedir «respeito» a Messi, discordando com as palavras da estrela argentina.

«Fomos prejudicados numa série de jogos, inclusive no Mundial. Portanto, muito cuidado. Estou a responder diretamente (a Messi). Estou a responder pela grandeza que ele tem. Jogámos limpo o tempo inteiro contra a Argentina . Quero entender isso como um momento de… Ele foi expulso de forma injusta, não merecia, quem merecia ser expulso era Medel. Então, cuidado. Tivemos que passar pela arbitragem também hoje. Fizemos um golo válido contra a Venezuela, todos concordaram. Hoje não foi penalty do Thiago, mas passámos por cima disso. Calma e cuidado. Respeito», afirmou Tite.

pub

Pelo mesmo discurso foi o selecionador do Peru, Ricardo Gareca, que aproveitou a ocasião para negar a sua possível ida para o cargo de selecionador argentino.

«Messi é uma voz que tem autoridade, mas não quer dizer que eu concorde com ela. Respeito o jogador e a pessoa, não só pela dimensão que tem, mas por ser uma pessoa muito centrada… Apesar de termos de melhorar, gostaria que não se foque o tema como corrupção. A verdade é que cada vez mais os nossos filhos, os nossos netos conhecem mais jogadores europeus do que sul-americanos. E parece que tudo o que queremos é imitar a Europa. Há coisas boas na Europa, mas também temos aqui. Gostaria de defender o nosso futebol. Corrupção e corrupto tem de haver provas. Só nós fizemos golo no Brasil, uma seleção muito forte. Não vou entrar em polémicas com Messi, mas esta é a minha visão. Defendo tudo o que tem a ver com a América.»

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here